REGIÃO

Bebê carinhanhense internado no HGG de Guanambi precisa de transferência para UTI Pediátrica

Ela respira com ajuda de aparelhos no HGG desde 1º de julho, mas precisa de uma vaga com urgência em Vitória da Conquista ou Salvador.

Em entrevista ao Portal Folha do Vale na manhã desta quinta-feira (7), a mãe da pequena Emanuelly Moreira Sousa, 11 meses, afirmou que sua filha está internada no Hospital Geral de Guanambi (HGG).

Ela respira com ajuda de aparelhos no HGG desde 1º de julho, após ser transferida do Hospital Maria Pereira Costa (Dona Quinha), em Carinhanha, depois de ser diagnosticada com pneumonia.

No HGG, Emanuelly também foi diagnosticada com derrame pleural e ainda testou positivo para Covid-19. A mãe contou que Emanuelly continua na fila de regulação para uma vaga em uma UTI Pediátrica, mas até o momento vaga zero. Com isso, a família vive a angústia diária de são saber o destino da pequena.

De acordo com relatos da mae, Emanuelly recebe todo suporte no HGG, no entanto, os médicos afirmam que ele precisa ser transferida para uma UTI em Vitória da Conquista ou Salvador, já que o HGG não disponibiliza da UTI.

Além desses problemas, a pequena Emanuelly realiza tratamento para fenda palatina em Salvador. “Não sabemos mais o que fazer, estou angustiada”,disse a mãe.

Por folhadovale / Foto: folhadovale

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo