Aviso no Topo do Site

 

No início a família não acreditou que iria dar certo, mas foi possível adquirir algumas cestas básicas. Junto com a cesta básica, Samuel escreveu uma mensagem de conforto e entregou para as famílias.

O pequeno Samuel, criança de apenas 7 anos, de Caetité, município da região Sudoeste, inconformado com a situação de algumas pessoas da cidade, que não possuem alimentos para realizar as refeições básicas do dia-a-dia, resolveu ajudar a mudar essa realidade, nem que seja por um pequeno período.

Ele teve a ideia de vender geladinhos para converter os valores recebidos em cestas básicas para doação. Depois de captado as verbas, foi possível adquirir cinco cestas básicas contendo os alimentos primordiais para refeições das famílias beneficiadas.

Segundo a sua mãe, Simone Xavier Soares a iniciativa não era muito boa, pelo fato do seu filho ser muito novo, mas quis ajudar. “Ele falou que queria fazer geladinho pra poder ajudar as pessoas que não tinham nada. Aí eu fiz o geladinho e começamos a vender entre a família, vizinhos, aqui na rua mesmo. Depois decidimos comprar algumas cestas básicas e doar para famílias carentes”, relatou.

Caetité Criança de sete anos vende geladinhos para adquirir cestas básicas e doar

No início a família não acreditou que iria dar certo, mas foi possível adquirir algumas cestas básicas. Junto com a cesta básica, Samuel escreveu uma mensagem de conforto e entregou para as famílias que estão passando por privações essenciais durante a pandemia.

Sua mãe relatou que a coragem do pequeno Samuel foi muito importante e deixou todos da família emocionados com o seu nobre gesto. “Fiquei até envergonhada porque uma ideia que poderia ter partido de mim, mas partiu dele, uma criança”, citou.

EDIÇÃO: TARCÍSIO ARCANJO / Por Folha do Vale / Foto: João Miguel

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPE