BRASILNOTÍCIA

Filho de Cid Moreira denuncia pai por homofobia e pede prisão do jornalista

Roger alega que quando Cid se casou com Maria de Fátima, tentou desfazer a adoção por causa da orientação sexual

O cabeleireiro Roger Moreira, filho adotivo do jornalista Cid Moreira, acionou o Ministério Público do Rio de Janeiro nesta quinta-feira, 14, e denunciou o pai por homofobia e infrações do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Roger alega que quando Cid se casou com Maria de Fátima, tentou desfazer a adoção por causa da orientação sexual. Devido a impossibilidade, optou por tirar o que o havia dado ao filho, como moradia e estúdio.

“Passou, junto com a mulher, a Maria, a delapidar o patrimônio, transferi-lo para a própria e terceiros do bando, por não ter conseguido deserdá-lo”, disse Angelo Carbone, advogado do cabelereiro.

A defesa alega ainda que Cid teria proibido Roger de estudar durante a adolescência e o obrigava a acompanhá-lo nos eventos sociais, como clubes e restaurantes.

“Cid Moreira não adotou um filho. Na verdade, ele pegou um jovem para trabalhar para ele de graça, situação essa muito usada no interior do Nordeste, pegam crianças como se fossem filhos, mas são meros empregados, ao arrepio da lei”, alega a defesa.

O documento diz ainda que Cid, ao invés de um filho, queria um empregado quando adotou Roger. “Cid Moreira não adotou um filho. Na verdade, ele pegou um jovem para trabalhar para ele de graça, situação essa muito usada no interior do Nordeste, pegam crianças como se fossem filhos, mas são meros empregados, ao arrepio da lei”.

Por bahia.ba/Leilane Teixeira / Foto: Multishow

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo