MUNDOSAÚDE

Ingestão de cerveja gera benefícios ao intestino, revela estudo

Médica Glícia Abreu explica que efeitos positivos para a microbiota são provocados pelos polifenóis; o álcool é prejudicial

Pesquisa publicada na revista Journal of Agricultural and Food Chemistry (EUA) conclui que a ingestão de cerveja pode ter efeito benéfico sobre a saúde intestinal. Na publicação da Sociedade Norte-Americana de Química, o estudo revela que todos os 22 pacientes que ingeriram cerveja alcoólica e não alcoólica apresentaram um aumento da diversidade da microbiota intestinal.

A coloproctologista Glícia Abreu ressalta que estes efeitos positivos não são provocados pelo álcool, mas pelos polifenóis. Ela explica que no intestino vivem trilhões de microrganismos, que formam a microbiota, indispensável ao bom funcionamento do nosso corpo. “Eles são importantes para a uma boa imunidade a doenças, metabolizam os alimentos ingeridos”, acrescentou.

Segundo a médica, pesquisas demostram que uma microbiota diversificada faz muito bem à saúde. “Com essa diversificação, teremos um número maior de microrganismo agindo contra patógenos (agentes nocivosà saúde), bem como diminuição nos processos inflamatórios que são relacionados ao desenvolvimento de doenças”. Glícia Abreu esclarece que o álcool contido na bebida não traz efeitos positivos ao intestino.

“Muito pelo contrário, a ingesta de quantidade excessiva de bebidas com álcool pode causar muito mal ao nosso organismo, como predisposição a tumores, cirrose hepática e inflamação no pâncreas”, ressalta, destacando a necessidade do consumo moderado da bebida.

Por bahia.ba / Foto: Divulgação|bahia.ba

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo