BRASILPOLÍTICA

Militares pedem ao TSE dados das eleições de 2014 e 2018

Questionamento das Forças Armadas é alinhado ao discurso de Bolsonaro no descrédito do sistema eleitoral

Em um ofício enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 24 de junho, as Forças Armadas solicitaram uma série de arquivos relacionados às eleições de 2014 e 2018.

Segundo a Folha de S. Paulo, os militares argumentam que o pedido, que está alinhado ao discurso do presidente Jair Bolsonaro (PL) no descrédito das urnas eletrônicas, visa “esclarecer e conhecer os mecanismos do processo eleitoral com a finalidade de permitir a execução das atividades de fiscalização do processo eleitoral”.

Questionado pelo jornal sobre o motivo da solicitação e quais seriam as atividades de fiscalização em 2022, o Ministério da Defesa não respondeu especificamente as perguntas, se limitando a dizer que as informações “são fundamentais para que os militares estudem os parâmetros e a estrutura do sistema eletrônico de votação para que possam realizar os trabalhos de fiscalização de forma técnica, séria e colaborativa”.

Dentre o material solicitado estão arquivos de imagens dos boletins de urnas; arquivos com registro digital do voto e logs das urnas; relatórios de urnas substituídas e que estiveram em pendência; além da lista de abstenções em cada seção eleitoral. Os militares solicitaram ainda dez itens de informações técnicas sobre sistemas e protocolos atuais das urnas eletrônicas.

Por bahia.ba / Foto: Marcos Corrêa/PR

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo