BAHIANOTÍCIAPOLÍTICA

Neto e PT ficam no ‘estica e puxa’ e só devem anunciar vice após janela partidária

Pré-candidato do União Brasil quer evitar rompimento no grupo político; base petista deseja aliado de ACM Neto para integrar chapa governista

Os pré-candidatos ao governo da Bahia ACM Neto (União Brasil) e Jerônimo Rodrigues (PT) não devem anunciar antes de abril a composição de suas respectivas chapas. O nome do candidato a vice-governador dos dois lados só deve ser divulgado quando encerrar a “janela partidária” e também o prazo de desincompatibilização, no início de abril.

Como já noticiou o bahia.ba, Neto quer ter mais tempo para avaliar os nomes e saber quem, de fato, é fiel ao seu projeto político. Segundo aliados, o ex-prefeito tem dito que “ameaça” não funciona com ele, e que quer ter a “liberdade” para definir o seu candidato a vice-governador. Para aliados, Neto acerta ao retardar o anúncio, pois, evita correr o risco de um rompimento prematuro na base política. O deputado federal Félix Mendonça Júnior (PDT) e o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (União Brasil), por exemplo, ameaçam deixar o grupo político, se não estiverem na composição.

Correligionários do ex-prefeito entendem que o vice só cumpre o papel de “agregar” na chapa, e não é um cargo em que se precisa ter visibilidade pública para ganhar a eleição, como no caso dos postos de governador e de senador.

Além de Félix e Zé Ronaldo, dois nomes competem pela vice de Neto: o deputado federal Marcelo Nilo (sem partido), e o prefeito de Mata de João, João Gualberto (PSDB), este último é obrigado a deixar o cargo até o dia 2 de abril se desejar integrar a majoritária oposicionista.

Já dentro da cúpula do PT, não há expectativa para anúncio em breve do postulante a vice-governador. Segundo petistas, “provavelmente” o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) irá anunciar a chapa governista na próxima quinta-feira (31) sem o nome do vice.

Os petistas esperam ansiosos pela definição da composição de ACM Neto na expectativa de que alguém fique descontente e rompa com a base oposicionista. Os governistas já teriam sondado Zé Ronaldo para ser o vice de Jerônimo. A cúpula do PT afirma que o candidato a número 2 do Palácio de Ondina pode, inclusive, ficar para julho ou agosto, quando as convenções partidárias vão acontecer.

Foto: Montagem bahia.ba/Ascom / Rodrigo Daniel Silva

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo