BAHIAPOLÍCIA

Quase 700 Kg de maconha foram apreendidos nas regiões Oeste e Sudoeste da Bahia

Em duas ocorrências distintas, equipes da Polícia Rodoviária Federal apreenderam nesta quinta-feira (07), aproximadamente 700 kg de maconha. Os flagrantes ocorreram em trechos de rodovias federais localizados nos municípios baianos de Barreiras e Vitória da Conquista. Barreiras: Por volta das 13h40, policiais rodoviários federais realizavam fiscalizações em frente a unidade operacional (Km 800 da BR 242), quando visualizaram o condutor de uma caminhonete Nissan/Frontier realizar uma manobra brusca na rodovia ao avistar a viatura operacional. Foi dada ordem de parada, mas o comando não foi atendido. Após alguns minutos de acompanhamento tático, o veículo foi interceptado e na abordagem o motorista informou aos policias que a carroceria da caminhonete estava carregado de maconha. Ao abrirem o compartimento de carga, os policiais encontraram 828 tabletes de maconha, que contabilizaram 676,12 Kg (seiscentos e setenta e seis quilos e cento e vinte gramas). O motorista, um homem de 24 anos, relatou que ganharia R$ 5 mil para levar os pacotes de maconha de Colombo (SC) até a capital pernambucana. Ele estava acompanhado de outro homem, que também confessou o envolvimento no transporte da droga. Os dois foram presos e encaminhados para a Polícia Judiciária de Barreiras. Vitória da Conquista: Às 15h50, no Km 830 da BR 116, os policiais abordaram um ônibus que seguia de São Paulo (SP) para Caruaru (PE). Ao realizar a fiscalização detalhada, o cão K9 Kaleu sinalizou que dentro de uma mala, na cor preta, havia droga. Com a indicação positiva, a equipe revistou a bagagem e encontrou vários tijolos de maconha. Ao todo foram apreendidos 22 Kg (vinte e dois quilos) da droga. Foi realizada a checagem dos tíquetes e identificado o responsável pela maconha, uma mulher de 29 anos. Ela relatou que receberia 1.400 reais para entregar o produto ilícito na cidade de Carmópolis (SE). Diante dos fatos, foi dada a voz de prisão a mulher e em seguida encaminhada com a droga à Delegacia da Polícia Judiciária, para os procedimentos cabíveis, a princípio pelo crime de tráfico de drogas.

Por agorasudoeste / Foto - Divulgação / PRF-BA

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo