Aviso no Topo do Site

Três suspeitos de explosões em agências bancárias em Correntina estavam em prisão domiciliar

Três homens suspeitos de atuarem nos ataques nas três agências bancárias em Correntina, no Oeste da Bahia, no dia 7 de abril, estavam em prisão domiciliar. A informação foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), na manhã desta segunda-feira (17).

Dos seis suspeitos identificados pela polícia, três estão presos e outros três morreram em confronto com a polícia. Um suspeito morreu na cidade de Santana, na noite de 7 de abril, em confronto com policiais da Cipe/Cerrado. Outros dois suspeitos morreram em confronto com policiais na terça-feira (11), por volta das 07h, em Serra do Ramalho.

De acordo com a SSP, outros quatro integrantes da quadrilha foram localizados na região de Maracás, no Vale do Jiquiriçá durante a operação “Aerárium”, que envolveu as polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal.

O nome da “Operação Aerarium” faz referência ao tesouro do estado na Roma Antiga e, cujo sentido é “reserva de moedas”. Ainda segundo a SSP-BA, entre os três que estavam em prisão domiciliar, um deles saiu do sistema prisional no dia 12 de abril passado.

O grupo também é suspeito de outros ataques contra bancos, no interior da Bahia, no mês de abril passado. Durante a operação, acrescenta a secretaria, foram recuperados R$ 315 mil, fuzil, espingarda, pistola, veículos, farta munição, entre outros materiais.

Dos sete suspeitos identificados, dois acabaram capturados e os outros cinco morreram após resistirem à prisão e se envolverem em confronto com os policiais.

Fonte: Folha do Vale / EDIÇÃO: JOÃO MIGUEL / Foto: Reprodução | SSP-BA

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPE